Como o controle social pode se mobilizar e propor ferramentas de luta e de ação para o desenvolvimento do Sistema Único de Saúde (SUS)? A 1ª Roda de Práticas de Controle e Participação Social, idealizada pela Plataforma IdeiaSUS Fiocruz em parceria com o Conselho Nacional de Saúde (CNS), certamente pode ser apontada como resposta para este questionamento. A atividade, que endossa o Banco de Práticas e Soluções em Saúde da Plataforma Colaborativa IdeiaSUS Fiocruz, foi realizada na última segunda-feira (8/5), na cidade do Rio de Janeiro, e proporcionou a conselheiras e conselheiros de saúde a oportunidade de (re)conhecer experiências exitosas desenvolvidas no âmbito da participação social no SUS nas cinco regiões brasileiras.



1ª Roda de Práticas de Controle e Participação Social foi idealizada pela Plataforma IdeiaSUS Fiocruz em parceria com o Conselho Nacional de Saúde (foto: CNS)

Como forma de fomentar o debate sobre a abrangência, a atuação e os desafios que a participação social enfrenta no âmbito do SUS, sete experiências, cada uma delas de um lugar diferente no Brasil, foram apresentadas ao longo do dia. Gestores, profissionais e conselheiros de saúde apresentaram ações inovadoras desenvolvidas no Rio Grande do Sul, São Paulo, Piauí, Rondônia, Alagoas, Amazonas e Distrito Federal, revelando como a saúde pública pode ser eficiente e integrativa quando o controle social assume seu protagonismo.

Além do presidente do CNS, Fernando Pigatto, o evento contou com a presença de Francisca Valda da Silva, Fernanda Lou Sans Magano, Heliana Hemetério, Neilton Araújo e Ana Lúcia Paduello, componentes da mesa diretiva do Conselho, além de Ana Carolina Dantas, secretária executiva, e Gustavo Cabral, secretário executivo substituto da instituição. “Quando nós fazemos essa troca e este diálogos, podemos conhecer uma outra realidade e, com essa compreensão, podemos entender a força da renovação do SUS”, destaca a conselheira nacional de saúde Ana Lúcia Paduello.

Serviços de Saúde, Ensino e Comunidade

A profícua integração entre os serviços de saúde, o ensino e a comunidade foi destacada como um pilar comum entre as sete ações apresentadas. Desenvolvido em Guarulhos, o projeto SUS: luta e resistência em Guarulhos mostrou, a partir do curso de formação de multiplicadores do Centro de Educação e Assessoramento Popular (Ceap), a ampliação do engajamento e o fortalecimento do Fórum de Saúde Permanente no território.

Em Inhapí, município de Alagoas, o conselho de saúde local desenvolveu, também por meio de um curso de formação para o controle social no SUS promovido pelo Ceap, o projeto O cordel como ferramenta educativa sobre a importância do SUS e do Conselho Municipal de Saúde. Com foco no protagonismo dos Kokama nos fóruns de participação e Controle Social, a Aldeia Indígena Nova Esperança Kokama, localizada na região metropolitana de Manaus, também teve acesso ao curso de formação em controle social oferecido pelo CNS. Através de palestras e da distribuição do material do curso foi viabilizado o envolvimento do Conselho Indígena Kokama da Amazônia nas ações de promoção de saúde e no processo de formação para o controle social.

Para Neilton Araújo, representante do Ministério da Saúde na mesa diretora do CNS, há enorme contraste entre os projetos apresentados na 1ª Roda em relação ao que é mostrado na mídia e até mesmo para as comunidades, por exemplo. “A nossa luta é contra-hegemônica e há um processo de identificação com cada uma das experiências trazidas aqui, pois conseguimos reunir nessas práticas exitosas algo que o CNS trabalha fortemente: a integração entre serviço de saúde, ensino comunidade”, desabafou o conselheiro.

Plataforma IdeiaSUS Fiocruz

Coordenado pela Presidência da Fiocruz, a Plataforma IdeiaSUS parte do princípio que a troca de experiências são essenciais ao processo de consolidação e fortalecimento do SUS. Assim, a Roda de Práticas visa, também, a fortalecer o Banco de Práticas e Soluções em Saúde da Plataforma IdeiaSUS, por meio do compartilhamento de experiências e do acesso a soluções em saúde criativas e de sucesso.

Coordenador da plataforma, Wagner Barbosa de Oliveira afirma que a iniciativa de criar uma instância de controle social e uma comunidade de práticas reforça o compromisso da Fiocruz com o controle social. “Por tudo que está acontecendo neste primeiro semestre no Brasil, queremos que essa 1ª Roda de Práticas de Participação e Controle Social no SUS seja uma sinalização do compromisso do IdeiaSUS e da Fiocruz com o controle social”, declarou.

Ao completar 10 anos em 2023, a Plataforma IdeiaSUS reúne quase 2.600 práticas de diferentes campos associados ao SUS. Cerca de 800 municípios têm no IdeiaSUS pelo menos uma prática inserida. “Vamos reforçar a importância do controle e da participação social para o projeto de país que estamos reconstruindo a partir de agora, e a 17ª Conferência Nacional de Saúde é um indicativo disso”, finalizou o coordenador.

Confira todas as apresentações realizadas na 1ª Roda de Práticas de Controle e Participação Social no SUS no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=DJ9tUUecYZo


Ações Exitosas de Controle e Participação Social apresentadas na 1ª Roda

“O que tem a ver a mulher e o SUS?" (RS); “SUS: luta e resistência em Guarulhos” (SP); "Com crença e luta o SUS se faz: construção do direito à participação social e possibilidades de escuta dos usuários de uma unidade básica de saúde do município de Parnaíba” (PI); “Oficina de multiplicação do 2º ciclo de oficinas para lideranças de movimentos sociais e conselheiros (as) de saúde” (RO); “O cordel como ferramenta educativa sobre a importância do SUS e do Conselho Municipal de Saúde” (AL); “Conhecendo o Controle Social: Formação junto à Comunidade Indígena Nova Esperança Kokama” (AM); e “Curso Livre de Formação de Educadores para o Controle Social e a Participação Popular no SUS” (DF).

Confira a Galeria de Fotos do evento.
https://www.flickr.com/photos/conselhonacionalsaude/albums/72177720308139886

 

A Plataforma IdeiaSUS Fiocruz e o Conselho Nacional de Saúde (CNS) realizam nesta próxima segunda-feira (8), das 10h às 12h e das 13h30 às 16h, a 1ª Roda de Práticas de Participação e Controle Social no SUS. A roda de debate antecede à 17ª Conferência Nacional de Saúde, promovida pelo CNS, reforçando o seu tema: “Garantir direitos e defender o SUS, a vida e a democracia”.

Sete experiências sobre controle e participação social no SUS, das cinco regiões brasileiras, sendo Sul (1), Sudeste (1), Norte (1), Nordeste (2) e Centro-Oeste (2), apresentam-se ao longo do dia, como forma de fomentar o debate sobre a abrangência, a atuação e os desafios que a participação social enfrenta no âmbito do sistema de saúde.

A parceria entre o CNS e a Fiocruz visa apoiar a gestão estratégica do SUS com novos conhecimentos e oportunizar o fluxo entre as demandas da população e o poder público.

A 1ª Roda de Práticas de Participação e Controle Social no SUS acontece na Fiocruz, no Rio de Janeiro (Campus Maré) e será transmitida ao vivo no canal da VideoSaúde no YouTube. Para assistir, é só clicar no link ▶️ https://youtube.com/live/DJ9tUUecYZo?feature=share

Abaixo, a programação completa da roda de debate.

As inscrições para a 4ª Mostra Paraíba, aqui tem SUS foram prorrogadas até o dia 16 de abril. A Mostra é promovida pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba (Cosems-PB) e a Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba (SES-PB), com o apoio da Superintendência Estadual do Ministério da Saúde na Paraíba (SEMS-PB), a Escola de Saúde Pública (ESP-PB), a Plataforma Colaborativa IdeiaSUS/Fiocruz e a Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

As inscrições devem ser realizadas no sistema disponibilizado pelo Conasems (mostra.cosemspb.org), e a prática concorrente deve ser registrada, aqui, na Plataforma IdeiaSUS/Fiocruz (conforme tutorial disponível no menu `banco de práticas’). É preciso realizar a inscrição nos dois sites!

A Mostra acontece no dia 2 de maio, no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa (PB).

Mais informações, no site do Cosems-PB ou no regulamento abaixo.

 

 

 

Em maio, cinco documentários da série ‘IdeiaSUS sobre práticas e soluções em saúde e ambiente no âmbito do SUS’, produzidos pela VideoSaúde Fiocruz e a Plataforma IdeiaSUS Fiocruz, ganham espaço na programação do Canal Futura. O mês abre com o curta “Construtoras de caminhos”. O documentário retrata a rotina do Núcleo de Atenção Interdisciplinar do Desenvolvimento Infantil, um projeto de habilitação e reabilitação de crianças que acontece na Unidade Básica de Saúde Cristina Paugarthen, na Penha, zona norte do Rio de Janeiro. O serviço atravessa a vida dos pacientes e seus familiares revelando a importância do SUS, de seus profissionais e seus ofícios para a vida de milhares de famílias que necessitam do mesmo tipo de cuidado e acolhimento. O filme é exibido no dia 4/5, quinta-feira, às 20h30.

A parceria com o Canal Futura está associada aos objetivos da Política de Comunicação Pública da Fiocruz, que aponta que os conteúdos produzidos pela instituição devem circular amplamente para a promoção da saúde. A programação do Futura tem se destacado por exibir produções que ampliam o debate qualificado sobre temas de interesse social, chegando, pelo alcance do canal, a todas as regiões do país. Os vídeos exibidos no Canal Futura ficam também disponíveis gratuitamente na plataforma de streaming Globoplay.


Confira abaixo, a programação completa do mês de maio:

04/05, quinta, às 20h30 – Construtoras de caminhos | IdeiaSUS

 

O cotidiano do Núcleo de Atenção Interdisciplinar do Desenvolvimento Infantil (Naidi), que atende crianças com diferentes deficiências. O serviço atravessa a vida dos pacientes e seus familiares revelando a importância do SUS, de seus profissionais e seus ofícios para a vida de milhares de famílias que necessitam do mesmo tipo de cuidado e acolhimento. A câmera entra na rotina do Naidi, ouve quem participa e atende mostrando os elos entre uma unidade básica de saúde e as pessoas.

07/05, domingo, às 19h - Diálogos entre serviços | IdeiaSUS

Com o propósito de desfragmentar as áreas de saúde do município de Quissamã, no Rio de Janeiro, o projeto “Diálogos entre serviços: estratégias de integração e qualificação em saúde” promove a comunicação entre eles, fomentando a educação em saúde.

Reprise: 11/05 às 20h30

14/05, domingo, às 19h - Território Rua | IdeiaSUS

Eles não têm CEP, vivem onde as pessoas estão apenas de passagem: ruas, calçadas, jardins, bancos de praças, embaixo de marquises, viadutos, em escadas e vãos ao relento, que levam a portas fechadas. São, muitas vezes, invisíveis. Uma unidade básica de saúde mostra um caminho de mudança neste estado de coisas.

Reprise: 18/05 às 20h30

10/05, sábado, às 21h - O índio cor de rosa contra a fera invisível

 

O sanitarista Noel Nutels percorreu o Brasil tratando da saúde de indígenas, ribeirinhos e sertanejos e filmou muitas de suas expedições. Em 1968, foi convidado a falar sobre a questão indígena à CPI do Índio. Imagens inéditas do seu acervo e o único registro de sua voz se unem para denunciar o que ele chamou de massacre histórico contra os indígenas.

21/05, domingo, às 19h - Ambulatório João Walter Nery | IdeiaSUS

Trata-se do primeiro ambulatório municipal do estado do Rio de Janeiro voltado para a população travesti e transexual. A unidade, que recebe o nome do professor e psicólogo João Walter Nery, membro fundador da Associação Brasileira de Homens Trans, conta com uma equipe formada por assistente social, psicólogo e médico endocrinologista, que atua em processos de hormonização, atendimento psicológico, construção da proximidade e integração da cidadania.

Reprise: 25/05 às 20h30

28/05, domingo, às 19h - Saúde Mental e Atenção Básica | IdeiaSUS